Ocorreu um erro neste dispositivo

Brandus dream list

Mensagens populares

domingo, 30 de setembro de 2012

Não fumem... Fumar mata!


José acompanhava um cortejo fúnebre, quando resolveu fumar um cigarro.
Antes de acendê-lo, perguntou ao agente funerário, que estava a seu lado, se ele se incomodava.
- Não me incomodo, não - disse ele. - Você nunca há de ouvir um agente funerário recomendar que alguém não fume.

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Palavra da semana ( 31 )


bródio
(italiano brodo)

s. m.
1. [Informal]  Festança de comes e bebes.
2. [Antigo]  Caldo que se dava aos pobres nas portarias dos conventos.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

O saber não ocupa lugar ( 353 )




Idiota, do grego idiótes, referia-se originalmente apenas ao homem privado, em oposição ao homem de Estado.

Como as coisas mudam...

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Ornamentos vivos para seu lar





OS GRANDES exteriores se acham ornamentados com plantas vivas e que crescem. Até mesmo o deserto, aparentemente despido de tudo que seja verde e que cresça, reage diante da chuva infrequente com um arranjo de flores e plantas desérticas. Não é surpreendente, então, que muitas pessoas, que apreciam os ornamentos vivos, gostem de acrescentar a seus lares o toque especial de folhagens ou plantas florescentes. Outros, talvez menos inclinados a cuidar das necessidades das plantas vivas, preferem arranjos de plantas secas, tais como estróbilos de pinheiros, vagens leguminosas e gramíneas ornamentais.
Talvez tenha observado que as exposições das lojas de móveis amiúde incluem plantas vivas para destacar seus ambientes de móveis. Caso decida ter ornamentos vivos para seu próprio lar, desejará considerar primeiro as necessidades de sua planta, e, então, o ambiente em que ela terá a melhor aparência.

Apropriadas em Qualquer Dependência

Há uma esplêndida variedade de plantas a escolher. E dificilmente há uma dependência de sua casa que não possa ser beneficiada por um espécimen bem escolhido.
Uma palmeira elevada, uma seringueira ou filodendro de folha partida colocados num hall ou vestíbulo acolherá seus convidados com impressiva dignidade. Até mesmo se seu hall de entrada for um tanto escuro, tais plantas se darão bem se receberem boa luz por alguns dias em intervalos regulares. Se achar que uma planta grande estará fora de lugar em tal área pequena, tente colocar uma simpática peperômia ou maranta pequenina numa mesinha ou numa prateleira suspensa na parede. Um espelho atrás não só destacará a planta, mas também poderá fazer o próprio vestíbulo parecer mais espaçoso.
Uma janela de cozinha pode tornar-se verdadeiro recanto de beleza com uma colecção de violetas Africanas em flor, continuamente. Crescem bem nesta atmosfera quente e húmida, mesmo se sua janela receber muito pouca luz. Um pequeno canteiro de ervas também pode ser apropriado.
Como peça central para a mesa de jantar, não precisa dum custoso arranjo floral. Algumas plantas de diferentes tons de verde, atractivamente arranjadas numa bandeja ou vaso raso pode tornar-se um ornamento agradável à vista.
Usualmente, os quartos de dormir são mais frios, e, no que tange às plantas, isso é excelente. A maioria das plantas domésticas, com a excepção de algumas belezas tropicais, vivem melhor num quarto que seja um tanto frio. Ao passo que uma solene palma ou imponente filodendro gigantesco talvez pareçam fora de lugar num quarto de dormir pequeno, lindas plantas rasteiras ou trepadeiras como a hera inglesa, o iviraro ou figueira rastejante dão uma nota de tranquilidade. Plantas florescentes são especialmente atractivas quando colocadas debaixo de um quebra-luz onde a iluminação mostra a beleza de suas flores, ao passo que, ao mesmo tempo, provê a luz necessária para seu bom crescimento.
Alguns apreciam que até seus banheiros sejam decorados com ornamentos vivos. As plantas pululam na humidade desta dependência. As begônias crescem bem na atmosfera húmida se lhe for provida a luz brilhante. O espargo-de-jardim é outra boa escolha se houver bastante espaço. Naturalmente, alternará suas plantas, de modo que nenhuma delas seja deixada por tempo demais num local pouco iluminado.
Escolher o correto ornamento vivo para sua sala de estar não é difícil. Seu actual plano decorativo pode indicar a escolha da planta apropriada. A mobília maciça mediterrânea talvez sugira uma planta grande, com folhas brilhantes, ao passo que as curvas delicadas do estilo provincial francês talvez sejam mais compatíveis com um pequeno ornamento floral. Para o quarto moderno, considere uma bromélia espinhosa de espada chamejante, e, para um ambiente americano primitivo talvez uma arejada samambaia.
Não há, contudo, “escolha errada” no que toca à decoração. Em geral, as plantas se ajustam bem onde quer que as coloque. Todavia, as plantas são individualistas. As trepadeiras têm efeito suavizante, aliviando as linhas angulares da mobília moderna. As samambaias trazem com elas uma atmosfera fria e tranquila. As palmeiras são mais formais. Os coleus de folhas brilhantes atraem por si até mesmo nos ambientes mais coloridos.

Efeitos Especiais

Ornamentos vivos incomuns podem ser criados com um pouco de imaginação. Uma trepadeira interessante pode ser formada por se enrolar uma trepadeira num pedaço de madeira flutuante. Ou, poderá usar um ramo erecto. Pregue uma barra transversal na base de seu ramo, erga-o num vaso e ponha terra. Plante diversos talhos de trepadeiras e as arranje à medida que crescerem.
Poderá tirar proveito do padrão natural de crescimento de certas plantas para ornamentos vivos especiais. As urticáceas (Baby’s tears) tendem a colgar pelos lados do pote. Por que não colocar dois ou três vasos de tamanho graduado, um sobre o outro para obter uma cascata de verde? Um outro de tais arranjos escalonados pode ser feito por empilhar vasos e pires de barro cheios de plantas que pendam, tais como a tradescância ou efemerina.
Muito embora as plantas individuais possam tornar mais atraente o quarto, a tendência hoje é no sentido de agrupar plantas para se obter um efeito ainda mais decorativo. Várias plantas dessemelhantes arranjadas juntas para se ter uma visão da altura, da profundidade e do interesse focal são mais ornamentais do que quatro ou cinco plantas da mesma espécie colocadas numa fila. Um receptáculo, tal como uma cesta de vime, bastante grande para conter quatro plantas em vaso de tamanho médio, pode ser revestido de uma película de plástico ou papel metalizado para permitir a rega. Nele, coloque uma selecção tal como uma sanseviéria para ter altura, o antúrio de flores brancas para interesse focal e a hera ou talvez a verde e branca judeu errante para se espalhar pela frente e pelo lado a fim de ter profundidade.
Um vaso de plantas usado como divisor de um ambiente é tanto decorativo como útil. Talvez queira cultivar as plantas escolhidas directamente do solo do vaso, caso em que esteja seguro de escolher itens que possuam similares necessidades quanto à luz e à humidade. Ou, para facilitar a mudança de cenário de vez em quando, talvez deixe cada planta em seu vaso individual e simplesmente mergulhe os vasos na terra do vaso divisionário.

Paisagem e Jardim em Vidro em Miniatura

Paisagens em miniatura exigem uma selecção cuidadosa de plantas, mas os resultados podem ser recompensadores. Exemplificando: uma praia em miniatura pode dar mais vida a seu lar. Para criar tal paisagem, precisará duma bandeja rectangular revestida de metal, com uns vinte centímetros de profundidade, cheia de areia. Incline a areia no sentido da parte de trás da bandeja, e então coloque na areia um par de palmeiras nanicas. Um abacaxi plantado em vaso, tirado do topo do próximo abacaxi fresco que comprar, faria um bom ponto focal. Agora, espalhe ao redor alguns vasinhos de vários tipos de echeveria e alguns tufos de variegada de aveia do campo para obter uma praia. Acrescente algumas pedrinhas coloridas, duas ou três conchas marinhas, e estará completa sua paisagem marítima.
Um jardim interior de cactos é fácil de cuidar e agradável de se contemplar. Com tantas variedades à escolha, não é difícil arranjar-se um deserto em miniatura. Os cactos se acham disponíveis em muitos tamanhos e em muitas formas. Escolha plantas maiores, tais como mandacarus, Homem Velho do México ou tocha prateada como ponto central de interesse. Os cactos diminutos, tais como a espinhosa alfineteira ou o mais suave dólar de areia e a planta pedra-e-janela, são um contraste agradável.
Alguns cactos florescem, mas, para assegurar isto, deixe cada planta num vaso que pareça muito pequeno para ela, e simplesmente enterre o vaso na areia de seu deserto em miniatura. Depois de ter arranjado suas selecções numa bandeja cheia de areia, coloque-a em sua janela mais ensolarada. Ponha água uma vez por semana ou menos, e aprecie o cenário.
Um jardim em vidro é um belo ornamento. Este antiquado jardim em vidro tem muito a oferecer ao amante do verde que tenha muito pouco tempo para cuidar de plantas. Quase qualquer receptáculo grande de vidro pode ser convertido num jardim em vidro. Um antigo aquário ou taça de peixes dourados servirá. Escolha plantas que cresçam devagar, e que precisem da mesma quantidade de luz e de humidade. É necessária a boa drenagem, assim, coloque primeiro uma camada de pedrinhas e carvão no fundo de seu receptáculo. Uma boa camada de terra para vasos vem em seguida. Samambaias de folhas pequenas, fitônias, peperômias, heras, pirolas, impatiens, maranta, quase qualquer plantinha ficará bem no microambiente do jardim em vidro. É preciso pouco cuidado, uma vez seu jardim em vidro seja organizado, mas evite colocar o jardim em vidro directamente sob a luz do sol.

Plantas Secas

Plantas secas são amiúde muitíssimo apreciadas como ornamentos. Vagens de leguminosas, folhas, líquens, amoras silvestres, tifas, todas elas podem tornar-se itens decorativos para seu lar. Um coleccionador alerta de tais itens achará materiais úteis quase em qualquer parte: nos campos, jardins, matagais, até mesmo em seu próprio quintal.
Estróbilos de pinheiro, de abetos e de espruces podem ser usados para fazer lindos adornos. São abundantes nas áreas florestais. Um único estróbilo, talvez aspergido com tinta dourada, e colocado à base duma madeira exposta ao tempo constitui excelente adorno de mesa. Uma cesta de estróbilos bem formados, aspergidos com verniz claro para preservar sua cor natural constitui um atraente adorno para a mesa ou para a cornija da lareira. Adicione algumas brilhantes amoras silvestres secas em cachos, ou fruto da silva-macha, para ter mais cor.
Gramíneas ornamentais secas constituem lindos bouquês para o inverno. As sedosas plumas brancas da gramínea alta e seca dos pampas podem encher um canto vazio com um adorno dignificante. Cardos espinhosos são amiúde secados e espargidos com tinta para complementar o colorido de determinada dependência. Talvez a decoração mais simples de todas nesta categoria se ache na mostra de brilhantes folhas do outono.
Porongueiros ornamentais são naturais para as mesas do outono. De cores brilhantes, agradáveis em sua forma, surgem numa variedade que é quase ilimitada. O milho ornamental multicolorido também constitui excelente adorno de mesa na época da colheita.
Não resta dúvida de que o Criador revestiu a terra de miríades de plantas vivas e crescentes. Adicionar alguns destes adornos a nossas casas pode ajudar-nos a apreciar Seu interesse amoroso na terra e em seu futuro. Na medida em que dispuser de tempo poderá gozar os efeitos decorativos dos ornamentos vivos.

in Despertai de 8/1/1973 pp. 13-16

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Provérbio da semana ( 21:15 )


Para o justo é uma alegria fazer justiça, mas há algo terrível para os que praticam o que é prejudicial.

OBRIGADO RUI COSTA!

AMOR MEU, DOR MINHA

DOR MINHA QUE BATES NO CORAÇÃO,
OLHOS TEUS QUE CRUZAM COM A PAIXÃO;

PARA ONDE FORES CONTIGO IREI,
ONDE ESTIVERES AÍ FICAREI;

NA ROTA DO AMOR BUSCAMOS SINTONIA,
SENDO O MAIS IMPORTANTE A COMPANHIA;

FELIZ AQUELE QUE TE AMA,
E QUE PODE ALIMENTAR A CHAMA;

FICAREI. FELIZ. SINTO O TEU ABRAÇO FORTE,
SINTO QUE O AMOR NÃO ALIMENTA A MORTE;

POR TUDO ISTO UM ADEUS NÃO PERMITO,
NO NOSSO CORAÇÃO O AMOR NÃO É MALDITO.