National Geographic POD

Brandus dream list

Mensagens populares

sábado, 22 de novembro de 2014

A música conVIDA... ao relacionamento

Por vezes julgamos que estamos sós neste mundo, abandonados ao nosso destino. Por muita gente que nos rodeie, este sentimento pode ser muito comum. A sensação de abandono é muito estranha, especialmente quando temos pessoas à nossa volta.
Mas, muitas vezes, a esperança é renovada. Os relacionamentos humanos tornam-se mais palpáveis, mais consistentes, e, em alguns casos, quase sem darmos por isso, como se alguém nos surpreendesse, alguém inesperado. São assim os humanos, tão distantes quanto tão presentes.

For a while I thought I fell asleep
Lying motionless inside a dream
Then rising suddenly I felt a chilling breath upon me
She softly whispered in my ear

sábado, 8 de novembro de 2014

Pink Floyd



The Endless River. Um álbum histórico, o último da maior banda rock de sempre. O que dizer? Resumindo, é o regresso às origens. Músicas instrumentais, com um ambiente psicadélico e espacial, embora com o toque de modernidade que nos afasta dos anos 70. Faixas curtas, para não cansarem, mas que devem ser ouvidas de seguida, tal como aconteceu com The Wall. Também este álbum conta uma história, a história dos Pink Floyd, basta estarem atentos à letra da música final, "Louder than words". O legado da banda é bem expresso com a frase "It's louder than words, This thing that we do" - "Fala mais alto que palavras, o que nós fazemos". É isso mesmo. A sua obra dispensa palavras para descrever o que significa o trabalho dos Pink Floyd no contexto da música. A coerência deste álbum final está na ligação que se faz entre a 1ª música "It's what we do" e a última "Louder than words".
Para os poucos que não entendem a música dos PF, até aposto que a expressão favorita vai ser: "Ah, isto é música de elevador!".
Mas para os milhões que apreciam a arte musical dos PF, este álbum representa uma "never ending story", ou, por outras palavras, um "endless river". Obrigado, Pink Floyd. Semper fi!

OBRIGADO RUI COSTA!

AMOR MEU, DOR MINHA

DOR MINHA QUE BATES NO CORAÇÃO,
OLHOS TEUS QUE CRUZAM COM A PAIXÃO;

PARA ONDE FORES CONTIGO IREI,
ONDE ESTIVERES AÍ FICAREI;

NA ROTA DO AMOR BUSCAMOS SINTONIA,
SENDO O MAIS IMPORTANTE A COMPANHIA;

FELIZ AQUELE QUE TE AMA,
E QUE PODE ALIMENTAR A CHAMA;

FICAREI. FELIZ. SINTO O TEU ABRAÇO FORTE,
SINTO QUE O AMOR NÃO ALIMENTA A MORTE;

POR TUDO ISTO UM ADEUS NÃO PERMITO,
NO NOSSO CORAÇÃO O AMOR NÃO É MALDITO.