Ocorreu um erro neste dispositivo

Brandus dream list

Mensagens populares

terça-feira, 30 de setembro de 2003

Hoje não tenho nada para escrever.Acho eu...Se calhar até tenho!Não sei!Vou pensar...Acho que deveria ter um assunto qualquer,mas não tenho.Aliás,assuntos até tenho,mas não sei do que deverei escrever.Assuntos há muitos,alguns importantes,outros assim assim,e outros nada importantes.É claro que eu poderia escrever acerca de um assunto importante,pois,por ser importante,deveria interessar a alguém.Mas eu posso achar que é importante,e as outras pessoas acharem que não é nada importante.Ou então que é assim assim.Ou então nem sequer perderem tempo a ler.O que era grave,pois eu faço um grande esforço para aqui escrever coisas importantes.Aliás,como o esforço que agora estou a fazer.Não gostaria nada de saber que ninguém lê estas minhas palavras arduamente escritas!
Bom,voltando ao que é importante,continuo a pensar que os assuntos sobre os quais eu aqui escrevo devem interessar a maioria das pessoas,ou então pelo menos 60%.Se forem 50% também está bem.Aliás,até com 30% eu ficarei satisfeito.Pensando bem,10% é uma boa percentagem...
Mas ainda não sei sobre que assunto vou escrever.Precisava de ajuda.Precisava de uma musa inspiradora.
Tenho tantos assuntos importantes na minha mente que fico indeciso sobre qual escolher.Queria escrever coisas bonitas,agradáveis e inteligentes.Mas sobre o quê?!
Se calhar podia falar de vários assuntos ao mesmo tempo.Ou então não...Era capaz de ser confuso...Não gosto de escrever coisas confusas!
Pensando bem,vou meditar sobre alguns assuntos actuais,e quando chegar a uma conclusão,volto.
Mas já que estou aqui,poderia já começar a escrever.Ah,mas tenho de meditar primeiro...Vou talvez fazer uma meditação rápida.Afinal de contas,não quero desiludir todos os que ansiosamente esperam pela minha decisão sobre que assunto escrever!Esperem só um bocadinho...
(Meditando)
(Ainda meditando)
(Estou no corpo da meditação)
(Já entrei na conclusão da meditação)
(Falta concluir a conclusão da meditação)
...
...
...
...
...
Ora viva!Hoje estou aqui para escrever acerca de...acerca de...acerca do quê???!!!
Bolas,esqueci-me!
Acham que seria boa ideia pensar em escrever uns poemas???
Eu acho BOA ONDA!!!!!!!!!
Não????!!!!!!
Ah...

sexta-feira, 26 de setembro de 2003

O AMOR NUNCA FALHA
Esta é uma frase sábia.O problema é que nós,humanos,supostamente pessoas inteligentes e sábias,falhamos por não demonstrar essa qualidade mais vezes na nossa vida.O amor é a qualidade mais importante para um ser humano.O amor,ou a falta dele,pode condicionar toda a vida de um humano.Quando olhamos à nossa volta,vemos uma falta de amor tão gritante que até pensamos por vezes como é possível que certas pessoas sejam tão frias,insensíveis e desprovidas de amor.Será que há pessoas que não gostam de receber amor?!
Era importante que todos pudessem demonstrar amor mesmo nas coisas mais pequenas,nas coisas que até possam parecer insignificantes.Não tenho dúvidas que se assim fosse,o mundo seria diferente.Melhor,quase perfeito.
Mas infelizmente isso não é possível.Aliás,acho que até seria possível,se as pessoas tivessem o coração inclinado para amar.
É maravilhoso quando sabemos que alguém nos ama,não é?Então porque não demonstramos que ter esse sentimento é bom?!Porque não espalhar esse sentimnto pelos outros?Porque não amar também?
É claro que eu estou a falar de diferentes definições de amor,não só no amor físico.O amor não escolhe idades,raças,religiões,classes sociais,ou outras diferenças.No amor somos todos iguais.Com amor poderiamos resolver muitos problemas,muitas diferenças.Com amor seriamos mais felizes,mais compreensivos,melhores amigos,melhores pais,melhores seres humanos.Pensem nisto.Ofereçam amor.Não custa nada,e as recompensas são muito agradáveis.
Leiam tudo de novo,mas agora contem quantas vezes escrevi a palavra amor.Depois,coloquem em prática o amor esse número de vezes,por dia.Vão ver que se sentem melhor.
Dedico o meu amor para uma pessoa especial.
Lembrem-se:
O AMOR NUNCA FALHA

quinta-feira, 25 de setembro de 2003

Temos telenovelas portuguesas e estrangeiras! Temos concursos da treta que não aquecem nem arrefecem. Temos talk-shows idiotas onde ninguém deixa falar ninguém, escolas de música com crianças muito lavadinhas e com cabelinhos bem cortadinhos e peitos bem rapadinhos a fingirem que cantam e a sonhar que vão ser estrelas. Temos até programas em que não é preciso fazer nada: basta residir numa casa filmada 24 horas por dia. A televisão está-se rapidamente a transformar na melhor medicação contra insónias. Porque não aproveitar a violência proporcionada por espectáculos como touradas e "apontá-la" para outros públicos? Eis algumas ideias de programas que conquistarão qualquer audiência desde o episódio número 1.

Septuagenarismo compulsivo
Com o aumento do buraco da camada de ozono e da poluição causada pelo ser humano, têm-se vindo a criar condições climatéricas adversas para todos os seres vivos que habitam este planeta. O ar respirável é cada vez mais escasso numa era em que a população cresce assustadoramente e cada vez precisa mais dele. Num mundo ideal seria, portanto, considerado um acto de egoísmo viver para além dos 70 anos, sendo o suicídio nessa idade (para todos os que lá chegarem) considerado um acto heróico e ambientalmente correcto.
Por isso, será instaurada a lei do Septuagenarismo Compulsivo, que dita que qualquer pessoa pode comemorar o seu septagésimo aniversário junto da sua família (se a tiver), tendo de se suicidar no dia seguinte. Perante uma tão grande responsabilidade social, a televisão pública tratará de cobrir o evento através de um programa especial que será transmitido em horário nobre, logo a seguir ao noticiário. Os septuagenários terão a oportunidade de escolher vários tipos de suicídio (fuzilamento, enforcamento, electrocução, esquartejamento, etc.) podendo, inclusive, sugerir uma forma de suicídio inovadora. O suicídio mais votado por SMS fará com que a família do vencedor falecido ganhe viagens a locais determinados ou vales de compras para centros comerciais e empresas aderentes.

O Violador
Um concorrente tentará desesperadamente violar uma concorrente. Terá o direito de a perseguir por onde for preciso e levará consigo uma equipa para filmar o evento em tempo real, com transmissão directa para um canal dedicado da TV Cabo. A concorrente foragida, com igual equipa televisiva junto dela, terá de andar foragida e não se deixar ser violada, caso contrário perde o jogo. Os limites geográficos de fuga estão limitados a Portugal Continental e o jogo tem a duração de 15 dias. Uma coleira presa no pescoço de cada um dos concorrentes, ligada a um sistema de GPS, dar-lhes-á uma indicação sobre o local onde o seu concorrente se encontra, com um erro mínimo de 1000 metros. Se, no final desses 15 dias, o violador não a encontrar ou ela conseguir escapar às suas garras, ela ganha. Caso ele a apanhe, terá o direito de a violar no sítio onde a encontrou, aproveitando o facto de existirem duas equipas televisivas para poderem filmar a violação em modo de multi-câmara. Este programa baterá o nível de audiências alguma vez vistos na televisão portuguesa.

Touros de morte
O nome deste jogo possui uma conotação diferente daquela que lhe é hoje atribuída. Neste cenário, um toureiro despido e pintado de vermelho terá de enfrentar um touro bravo numa arena, touro esse que não possui os cornos serrados, como é hábito os maricas dos toureiros fazerem agora. O jogo tem a duração de trinta minutos e, durante este tempo, não há saída possível da arena, não há vacas introduzidas para distrair o touro, não há barreiras sobre as quais o toureiro possa saltar. Apenas o Homem e a Besta. E que ganhe o melhor.

Cyber-Tuning
Quem é que não conhece aqueles cromos da bola com cara de matarruanos e boné saído numa tômbola do Pingo Doce e que gastam mais dinheiro em extras do que no carro em si? Sim, estamos a falar dos parolos do Tuning, aquilo a que alguém um dia chamou a "arte" da afinação automóvel. O Cyber-Tuning seria uma espécie de street race, mas com algumas diferenças. Para começar, e como o prefixo Cyber indica, os caminhos por onde os concorrentes conduzirão não serão pré-definidos mas sim comandados à distância. Um servidor de internet ligado ao sistema central de informação da Brigada de Trânsito envia mensagens SMS para os telemóveis dos concorrentes, informando-os dos caminhos menos congestionados que eles poderão tomar. Porém, juntamente com o SMS dos percursos possíveis também vai a indicação de que se encontram 4 carros (por exemplo) da Brigada de Trânsito nalguns desses percursos. Mas o sistema não diz onde estão. Diz apenas que lá estão. Juntamente com cada SMS do percurso e número de carros vem também a missão, que pode ser tão simples como ir buscar uma mulher grávida, prestes a conceber, à porta da sua casa e levá-la para o hospital mais próximo. Os aceleras terão, então, de escolher o percurso mais capaz e não se deixarem ser apanhados pela polícia. O primeiro a chegar ao local completa metade da missão. Ao completar metade da missão (ex: chegar à mulher grávida), mesmo que tivesse sido perseguido pela polícia nos últimos quilómetros, a polícia terá de esperar que ele parta em direcção ao hospital, começando então uma nova perseguição. Se conseguir chegar ao hospital sem ser apanhado, o concorrente ganha. Se for apanhado pelo caminho ou tiver um acidente mortal, é desqualificado.
Este concurso poderia, inclusivamente, ser patrocinado pela UPS, FedEx, Prosegur, ou qualquer outra empresa de serviços de entrega expresso.
Sucesso garantido!

quarta-feira, 24 de setembro de 2003

Chegaram as férias!
Ah,enganei-vos!
Infelizmente,já acabaram.Mas é bom recordar o que as férias nos proporcionam.Ou então não...
Bem,mas quando chega aquela altura do ano pela qual tanto ansiamos(não,não é o Big Brother...),parece que entramos num estado de euforia.Esse momento,porém,não dura muito tempo,porque nos lembramos que não temos dinheiro para ir de férias(malditas visitas aos centros comerciais!).
Para não estragar já a vossa felicidade,vamos supôr que temos dinheiro para as férias.Felizes?Ainda bem!
Convêm começar a planear as nossas férias uns meses antes da data escolhida(ou imposta).Isto para evitar as correrias de última hora,bem como a possibilidade de não haver lugares ou no avião(se formos de carro,também corremos o risco de não termos lugar,especialmente se os sogros forem connosco...)ou no hotel de sonho que escolhemos naquela revista da agência de viagens(uma pensão também serve-também há pensões de sonho,desde que lá entremos de olhos fechados e assim fiquemos até sairmos,de preferência acompanhados por um cão-guia,para não tropeçarmos e também para protecção pessoal.Se fôr um Rotweiller,melhor).
Chega a altura de juntar a família para escolher o destino de sonho.Parece incrível,mas esta é a única altura em que conseguimos juntar a família toda,incluindo o cão,o gato,o canário,o cágado e até uma ou duas osgas que passeiam geralmente pelo telhado.
Agora o problema é escolher um destino e encontrar unanimidade entre a família.É claro que cada um quer ir para um sítio diferente,e a discussão arrasta-se por dias...No meio das sugestões,alguém lembrou-se de referir como destino de sonho o Barreiro,pois seria possível ver uma série de fábricas diferentes e muito interessantes.Já não me lembro quem foi,talvez uma das osgas,com saudades da sua casa anterior,concerteza...
Mas finalmente chegamos a acordo.Entre Madeira,Algarve,Itália,Baleares,França,Brasil,Maldivas,Cuba,EUA,Grécia,Iraque(esta opcão teve pouca discussão...),México,Suiça e Inglaterra escolhemos...o Norte de Portugal.Questões financeiras...
Chega o dia da partida.Como vamos de carro,temos de garantir que todos têm lugar.Ora,isto até seria fácil de concretizar,até porque os sogros não vão,mas infelizmente as mulheres da casa gostam muito de viajar com a própria casa atrás!Entre a mesinha para os piqueniques,o armário completo de roupa,os acessórios de cosmética e outras coisas absolutamente necessárias que tivemos de levar,é óbvio que alguém teria de ficar!Por decisão não contestada pelas próprias,decidimos deixar as osgas,até porque elas já estavam um pouco gordas e não cabiam no porta-luvas...
A viagem correu muito bem.Parámos 15 vezes,ficámos sem gasolina 2 vezes,furámos um pneu,a GNR mandou-nos parar 3 vezes,enganámo-nos no caminho 5 vezes e quando finalmente chegamos ao destino,já era de noite,ou seja,um dia perdido.
Mas as férias até foram boas,o nosso hotel de sonho era afinal uma pensão de luxo,mas com todas as comodidades.Águas quentes e frias,casa de banho privativa e osgas nos quartos.Um luxo!
É claro que não vou contar o que fizemos nas férias,pois isso é algo pessoal e além disso não teve interesse...Perdão,não tem interesse!Para vocês...
O regresso foi maravilhoso.O carro vinha mais cheio do que quando fomos,o que é estranho...Juro que não trouxe as osgas!
Mas foi um descanso,só parámos 12 vezes,ficámos sem gasolina 1 vez,não furámos nenhum pneu,a GNR mandou-nos parar 1 vez,e só nos enganámos no caminho 3 vezes.É claro que não conseguimos evitar chegar de noite...
Todos ficaram contentes e para o ano já decidimos que vamos fazer uma viagem maior,provavelmente até França ou então até à Serra da Estrela.Pensando bem,em França temos o problema da língua...

terça-feira, 23 de setembro de 2003

É muito triste quando vemos ingratidão à nossa volta.Quando não sabem reconhecer o nosso esforço.Quando são injustos.Quando dizem mentiras.Infelizmente,vivemos num mundo virado para estes defeitos,as pessoas(muitas) não têm a capacidade de raciocinar de forma coerente e séria.Há excepções.Pois há.Conheço algumas.Bem hajam!
Mas parece-me que o mundo não deveria ser assim.Porque é que as pessoas teimam em se atropelarem mutuamente?!Será que as mortes por atropelamento que vemos nas estradas todos os dias não chegam?!Essas são mortes reais,mas os atropelos que vemos sem ser na estrada também podem matar!
Será possível mudar esta realidade?Será possível mudar as mentalidades?
Olhemos à nossa volta.O que vemos é agradável?O que sentimos é agradável?O que fazemos será agradável para outros?
Tenho pena daqueles que só se preocupam em prejudicar os outros.Tenho pena porque pensam que fazem uma grande coisa,mas não têm a noção que se estão a prejudicar também a eles próprios.Mas embora pareça que não sofrem nenhuma consequência,virá o dia do ajuste de contas.Sem dúvida!
Podemos fazer alguma coisa de bom?Claro!
Um sorriso,uma palavra amiga,uma ajuda.A amizade sincera,o amor sincero.
Obrigado a todos os que me compreendem!

segunda-feira, 22 de setembro de 2003

O grande poeta disse:"Amor é fogo que arde sem se ver".Palavras bonitas,versos sentidos.Isto faz-me pensar...Ou bem que estou completamente cego,ou então estou completamente queimado!Tenho dito!

sexta-feira, 19 de setembro de 2003

Antes do fim de semana,acho que é importante salientar que o trabalho que faço me está a consumir imenso.Não é por nada,é só para saberem...
É positivo pensar no trabalho como algo que nos provê o sustento,que permite que possamos ir ao supermercado,perdão,ao hipermercado,perdão,ao centro comercial,e ver a nossa esposa a encher alegremente o carrinho,a entrar nas lojas todas e sair de lá com pelo menos um saco,enquanto nós,Homens,temos uma variedade de sentimentos que posso classificar de frustrantes.Por um lado,nessas alturas,o tempo demora muito a passar,enquanto que as coisas que são ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIAS passam pela nossa frente com uma rapidez muitas vezes superior à velocidade da luz.Também o nosso cartão de débito,ou então,o cartão de crédito(ó maldição!)serve às mil maravilhas para satisfazer o hábito(!) consumista.O drama que se passa em muitos centros comerciais deste país é devastador:
-Ó Maria,vamos embora que a loja já está a fechar!(dizemos isto depois de estarmos 10 minutos dentro dessa loja,e o nosso relógio marca 20.00 H...)
-Ó Manel,espera que eu quero ver aqui uma coisa...
-Só uma?!
-Já vou...
Passado meia hora,resolvemos ir à procura dela nos corredores labirínticos mas cheios de encantos tamanhos.Não a conseguimos encontrar.Será que devemos gritar o seu nome?(a loja está cheia,claro...)Resolvemos ir para a entrada da loja.Ah,lá vem ela!
-Já viste que coisa tão bonita que eu comprei?
-Hum...
-Fica mesmo bem na sala...
-Ah,não serve para comer!
-Dá cá o cartão para eu pagar...
-Pois...
Depois de mais meia hora na fila para pagar,finalmente pomos o pé fora da loja...só o pé,porque...
-Ai,que coisa tão gira!!!!Deixa-me ver...
-********/////-----+++++######
-Disseste alguma coisa?Não tens pressa,pois não?
-Quem,eu?!Não...
Mais meia hora...
-Acho que não vou levar isto,já pagamos e agora não me apetece estar na fila à espera...Venho cá noutro dia...
-Ah...
-Mas é bonito...
-Ah...
-O que achas que devo fazer?
-Olha,faz o que quiseres,mas a loja já está quase a fechar...(agora acreditem que está quase...)
-Não levo.
-Ah...Bem,então vamos embora!
-Pai!(Ah,pois...)Espera que eu ainda quero ver esta coisa...
-Mas é claro,minha filha,também queres o cartão?
É de facto uma felicidade quando chega o fim de semana e finalmente sabemos o que fazer com aquele dinheiro que temos no banco!Ainda...
Após aturadas investigações,cheguei à conclusão que a introdução serviu para introduzir o que eu acho importante que se diga(ou talvez não).Importante para mim,sem importância para vocês,sem importância para mim,importante para vocês.É assim a vida!Parece que ainda estou um pouco confuso,mas isto é uma novidade,portanto peço um pouco de paciência!
Mas espero que gostem do que aqui vou escrevendo!A partir de agora é que é,a partir de agora é que vou introduzir!Fiquem atentos!
INTRODUÇÃO
Pois,isto é de facto uma introdução.Certo dicionário define a palavra introdução como "acto ou efeito de introduzir;admissão num lugar;importação;o que serve de preparação a qualquer estudo".Bom,parece-me que a única coisa que aqui vou introduzir serão palavras.Não estou a pensar ser admitido em nenhum lugar pelo que aqui vou escrever.Também não vou importar nada,aliás,nem sequer exportar,e não me importa nada o que outros possam dizer.Se isto servirá de preparação a qualquer estudo é um assunto sobre o qual me irei debruçar.
O importante é que isto é uma introdução.O problema é que não sei para quê...É chato,não é?

OBRIGADO RUI COSTA!

AMOR MEU, DOR MINHA

DOR MINHA QUE BATES NO CORAÇÃO,
OLHOS TEUS QUE CRUZAM COM A PAIXÃO;

PARA ONDE FORES CONTIGO IREI,
ONDE ESTIVERES AÍ FICAREI;

NA ROTA DO AMOR BUSCAMOS SINTONIA,
SENDO O MAIS IMPORTANTE A COMPANHIA;

FELIZ AQUELE QUE TE AMA,
E QUE PODE ALIMENTAR A CHAMA;

FICAREI. FELIZ. SINTO O TEU ABRAÇO FORTE,
SINTO QUE O AMOR NÃO ALIMENTA A MORTE;

POR TUDO ISTO UM ADEUS NÃO PERMITO,
NO NOSSO CORAÇÃO O AMOR NÃO É MALDITO.