Ocorreu um erro neste dispositivo

Brandus dream list

Mensagens populares

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Como os camelos vencem o calor




O professor de fisiologia Knut Schmidt-Nielsen realizou um estudo dos camelos no Deserto do Saara. Suas descobertas revelam como o camelo, projetado maravilhosamente pelo Criador, pode suportar o extremo calor de seu ambiente.
“No calor ardente do deserto um objeto inanimado tal como uma rocha pode atingir uma temperatura de mais de 65 graus C. Um camelo em tal ambiente, como o homem, mantém uma temperatura tolerável do corpo por suar. Mas, enquanto a temperatura do homem permanece praticamente constante à medida que o dia esquenta, a temperatura do camelo aumenta devagar para cerca de 40,6 graus. Ao aumentar a temperatura do camelo, o animal sua muito pouco; só quando sua temperatura atinge 40,6 graus é que sua profusamente. A elevada temperatura do camelo também diminui sua absorção de calor, o que naturalmente depende da diferença entre a temperatura de seu corpo e a do ambiente.

“O camelo abaixa a carga de calor em seu corpo ainda mais por deixar que sua temperatura caia abaixo do normal durante a noite fria do deserto. Ao amanhecer, sua temperatura talvez tenha baixado até a 33,9 graus. Assim, passará uma boa parte do dia até que o corpo do animal se aqueça a 40,6 graus e tenha de começar a suar. Um resultado de sua flexível temperatura corporal, o camelo sua pouco, exceto durante as horas mais quentes do dia, sendo que um homem no mesmo ambiente perspira quase que do nascer do sol ao pôr-do-sol. . . .

“O camelo emprega isolação de pelo de camelo para baixar sua carga de calor ainda mais. Mesmo durante o verão, quando o camelo perde grande parte de sua lã, ele retém uma camada de vários centímetros de grossura em suas costas onde o sol incide. Quando tosquiamos a lã de um de nossos camelos, verificamos que o animal tosquiado produzia 60 por cento mais suor do que um não-tosquiado. . . .

“A corcova do camelo também ajuda indiretamente a diminuir a carga de calor no animal. Quase todos os mamíferos possuem uma reserva de alimento em forma de gordura, mas na maioria deles a gordura se acha distribuída de modo eqüitativamente uniforme pelo corpo, pouco abaixo da pele. Por ter sua gordura concentrada em um só lugar, falta ao camelo a isolação entre seu corpo e sua pele, onde ocorre o esfriamento evaporativo. A ausência de isolação facilita o fluxo de calor para fora, assim como a lã isoladora diminui o fluxo de calor para dentro.”

in Despertai de 22/8/1971 p. 6

Sem comentários:

OBRIGADO RUI COSTA!

AMOR MEU, DOR MINHA

DOR MINHA QUE BATES NO CORAÇÃO,
OLHOS TEUS QUE CRUZAM COM A PAIXÃO;

PARA ONDE FORES CONTIGO IREI,
ONDE ESTIVERES AÍ FICAREI;

NA ROTA DO AMOR BUSCAMOS SINTONIA,
SENDO O MAIS IMPORTANTE A COMPANHIA;

FELIZ AQUELE QUE TE AMA,
E QUE PODE ALIMENTAR A CHAMA;

FICAREI. FELIZ. SINTO O TEU ABRAÇO FORTE,
SINTO QUE O AMOR NÃO ALIMENTA A MORTE;

POR TUDO ISTO UM ADEUS NÃO PERMITO,
NO NOSSO CORAÇÃO O AMOR NÃO É MALDITO.